A cidade

História

As primeiras notícias que se têm acerca da região vem do ano de 1865, quando o major Tomás Pereira da Silva adquiriu grande área de terras às margens do Rio das Cinzas. Iniciava-se aí a tomada definitiva de posse na região. O município originou-se do riacho, que mais tarde recebeu o nome de Ribeirão do Patrimônio. A denominação do povoado foi dada em 1925, período em que chegou ao lugar D. Maria de Souza, uma senhora viúva e de idade avançada, que trouxe junto seu filho João de Souza. Esta família ocupou terras que eram de propriedade do Conselheiro Francisco de Paula Mairinck.

D. Maria ergueu o primeiro rancho, que se tornou o marco inicial da povoação. Em pouco tempo chegaram Antonio Valério, Maria José Paranhos Mairinck, Francisco Natel de Carvalho, Inácio da Cruz, Pedro Sebastião, Vitório Rodrigues Daniel, Francisco Rodrigues de Siqueira, Lourenço Nunes, Domingos Ferreira de Quadros, Vitório Correia, Antonio Moreira e José Olímpio, muitos vinham com seus familiares e se lançavam ao trabalho, tanto no comércio quanto na agricultura.

Na ocasião em que foram lançados os fundamentos para a povoação, o território estava jurisdicionado ao município de Tomazina, mas, passou ao município de Japira no dia 14 de novembro de 1951, através da Lei nº 790, esta mesma lei criou o Distrito Administrativo, porém com denominação alterada para Conselheiro Mairinck.

Com a emancipação política do município de Jaboti, em 1954, o distrito de Conselheiro Mairinck passou a fazer parte de seu território. Em 25 de julho de 1961, pela Lei Estadual nº 4.245 foi criado o município de Conselheiro Mairinck, com território desmembrado do município de Jaboti. A instalação oficial ocorreu no 3 de dezembro de 1961, com a posse do primeiro prefeito municipal eleito, sr. José Feliciano Santana.